segunda-feira, 19 de setembro de 2005

A morte de um Solipsista:

"Vidente puro, torna-se coisa vista por uma catástrofe ontológica, por um acontecimento puro que é para ele o impossível"
O visível e o Invisível (p. 86)
Maurice Merleau-Ponty

Nenhum comentário: