segunda-feira, 14 de maio de 2007

Balanço Edípico

à aqueles que acham que o incesto de Édipo foi com a mãe, enganam-se: na verdade foi com pai.

sexo é algo muito mais comum (não qe o assassinato também não seja, mas se este fosse maior que aquele, não haveria mais vida humana na Terra).

Assim, estatisticamente falando, o assassinato é mais "raro", e emocionalmente mais intenso. Nota-se, então, que a relação com o pai foi mais que um mero sexo - note que a libido transpassa a relação entre amor e ódio.

Portanto, é totalmente possível a relação edípica transversa, inversa, oculta, aquela do não dito, das frestas.

A isso, deve-se conciliar a idéia da atividade da passividade, do rompante vidente que um corpo, mero objeto do outro vidente, realiza nesse primeiro, sujeitando-o a uma mera posição de objeto, reduzindo-o a um pequeno receptor de prazer, imóvel, preso em seu próprio gozo.

Ou seja, sei lá, tantas entrelinhas, contradições... mas é isso.

Nenhum comentário: