quarta-feira, 22 de abril de 2009

Sacher-Masoch: A língua, a grade e o desejo

"O masoquista só em aparência é preso por ferros e laços; não está preso senão pela palavra"

"Que derrisão, que humor, que revolta invencível, que triunfo não se esconde sob um ego que se declara tão fraco?"

Deleuze, Apresentação de Sacher-Masoch

Passividade e Atividade são somente extremos de um movimento "quase" pendular.

Nenhum comentário: