sexta-feira, 3 de julho de 2009

Tédio 2: Quando o pinguim acorda

Com o efeito estufa, as decorrêcnias climáticas abalaram meu pinguim que, agora degelado, com seu metabolismo avançado, põe-se a correr para todos os lados... deveras ingênuo para com cataclimas políticos e econômicos, ele grita (por falta de outro nome que denomine seus sons) em meus ouvidos, reclama minhas forças, e impede-me o trabalho, que com muito custo faço, dando espaçamentos ao tédio...