domingo, 19 de dezembro de 2010

Algumas frases para Amit Goswani

"o idealismo é também objetivista, no sentido em que objetiva os estados de consciência considerados por ele como a única realidade" Destouches-Février, citado por Merleau-Ponty, a Natureza.

Assim, a noção de consciência, tal como é adotada no ocidente, é incapaz de dar conta dos resultados da mecânica quântica. Duas soluções:

- ou Goswani deixa de chamar sua teoria de "monismo idealista", já que sua noção de consciência é oriental;

- ou abole-se a noção de consciência e assume-se que o ser não é auto-consciente, mas identidade na diferença, carne.

Outro ponto: "Se uma filosofia puder corresponder à mecânica quântica, será uma filosofia mais realista, cuja verdade não será definida em termos transcendentais, e também mais subjetivista. ao 'Eu penso' universal da filosofia transcendental deve suceder o aspecto situado e encarnado do físico" (Merleau-Ponty, A natureza, p. 156)

Contra o filme "Quem somos nós?"

"A realidade dependeria de nosso arbítrio? Não a realidade,m mas a imagem pela qual a entendemos. Não podemos aprender que quer que seja sobre o átomo senão através da experiência; ora, a experiência é uma violação da natureza. Em suma, forçamos o átomo a comunicar-nos as suas qualidades numa língua adaptada" (C. von Weizsäcker - "o mundo visto pela física", citado por Merleau-Ponty, a Natureza, p. 156-7).

Após esses e outros pontos, conclui-se que a física não pode ser realista (o monismo materialista de Goswani), pois nunca se coincide com o objeto em si; nem idealista, mas sim um realismo parcial.

Nenhum comentário: