sábado, 26 de fevereiro de 2011

escola freakshow

A instituiçāo escolar como exacerbaçāo do Mesmo gera uma aberraçāo maior que os aberrantes que a compōe.

O bullying enquanto patologia é contingente de uma sociedade que emprega o inglês como substantivo nominal básico de qualqier forma de pseudoprofundidade científica. Ou seja, do processo de homogeneizaçāo lateral por via axiomática, no valor virtual de troca do capital.

Assim, toda diversidade inextinguível sai ao menos marcada subjetivamente, diferença marcada como desvio, desvio codificado e aceito, ou rejeitado e depositado em outras cadeias significantes cujo mastro-falo possibilite novas relaçōes e ligaçōes axiomáticas.

Assim, o deficiente, o gordinho, o feio, o religioso, o gay, cada qual acaba por, na afirmaçāo de sua diferença, fazê-lo pelo mesmo, criar discurso que o signifique e o possibilite entrar no jogo capitalístico.
Published with Blogger-droid v1.6.7

Nenhum comentário: