terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Prefácio II

A vida sempre acontece por antecipação, quando nasce já arrasta em si todo um passado e, quando morre, comporta sempre algo de inconclusivo. Este texto, como outros, foi antecipado por um fremir de dedos, nasceu sem previsão e, por certo, morrerá repentinamente.
Podem as moléculas dizerem "sim" umas as outras... entretanto, cada afirmação se faz por violência, que recorta o amorfo num sistema, ou rebenta uma estrutura para fundar outra. Em outras palavras, negam seu status quo.

Nenhum comentário: