terça-feira, 13 de março de 2012

Darwin, e que mais?

A vida é somente a sobrevivência do mais apto? Se assim fosse, a teoria somente parece dar conta da luta das especies, de um ambiente cuja sobrevivência é escassa, custosa.

Entretanto, o que se dá nas espécies que estão bem adaptadas, em um ambiente estável e pouco selecionador? Ou quando uma gama de mutações conseguem se conciliar no ambiente, sem uma disputa?

Há teorias que abarcam o excesso vital, quando o organismo se multiplica, se diversifica, começa a exibir uma mais-valia vital, que não se dá como um aleatório, mas se organiza, se estrutura conforme suas condições de campo.

Nenhum comentário: